Monica Freitas

71 3330-6100

Lentes de Contato

Principais Tipos

Quais os principais tipos e indicações das lentes de contato?

Lentes Gelatinosas

São as lentes mais populares. São as mais utilizadas em todo o mundo, pois por serem flexíveis (capazes de serem dobradas se pressionadas entre os dedos) são também mais confortáveis ao piscar. As lentes gelatinosas são elaboradas em geral, de polímeros de hidrogel, e mais modernamente também em polímeros que adicionam silicone ao higrogel, com o objetivo de tornar a lente permeável ao oxigênio e desta forma respeitar o metabolismo da córnea.

É importante lembrar que a córnea necessita de oxigênio para manter-se saudável, sendo que as lentes de hidrogel provocam algum grau de restrição ao acesso do oxigênio à córnea, já que o oxigênio atravessa parcialmente a mesma. Entre as lentes gelatinosas apenas as de silicone-hidrogel respeitam grandemente a oxigenação, tão importante para o perfeito funcionamento da córnea.

Em termos de indicações as lentes gelatinosas são fabricadas com o objetivo de atender às seguintes demandas:

- Tratar miopias (dificuldade visual para longe): Existem nos mais diversos graus, sendo comuns até em torno de 20 graus.

- Tratar hipermetropias (dificuldade visual para perto): Estão disponíveis em graus variados, sendo mais comuns até em torno de 6 graus. Existem alguns fabricantes capazes de fornecê-la até os 20 graus.

- Tratar Presbiopias (dificuldade visual a partir dos 40 anos): São as lentes gelatinosas multifocais, ou seja, capazes de tratar os graus de longe (miopias, hipermetropias, etc) e de através de uma adição, permitir também a visão de perto. Fazem um papel muito semelhante aos óculos multifocais.

- Lentes gelatinosas para uso estético: São as lentes coloridas. Estas são lentes pintadas, utilizadas com o objetivo de alterar momentaneamente a cor dos olhos do seu usuário (a). Apesar de terem a finalidade estética, podem também conter graus e portanto ser utilizadas para atender a ambas as situações. Existe um menu de cores à disposição dos usuários, variando de tons diversos de verdes e azuis, incluindo os tons de marrom e mel e os cinza. É necessário informar que a presença de pigmento na matriz destas lentes irá reduzir a permeabilidade das mesmas ao oxigênio, o qual é fundamental para a nutrição da córnea, sendo necessário controlar o número de horas de uso por dia.

- Lentes gelatinosas para uso cosmético: São denominadas lentes filtrantes. São lentes também pintadas, porém com o objetivo de camuflar defeitos oculares estigmatizantes, tais como a ausência da íris (porção colorida dos olhos), a presença de cicatrizes corneanas etc.

- Lentes gelatinosas para uso terapêutico: São lentes gelatinosas ou hidrofílicas que podem ser usadas para acelerar a cicatrização de alguns tipos de lesões corneanas, como ocorre por exemplo após a retirada de um corpo estranho na córnea (limalhas, grãos diversos, etc) após um ferimento corneano de qualquer origem, etc.

Lentes Rígidas

- Lentes rígidas nos ceratocones: O ceratocone é uma alteração da forma da córnea, a qual se torna pontiaguda e fina. Sua causa não é conhecida, sendo que surge em geral na adolescência e tem a sua progressão mais lenta ou menos lenta até em torno dos 35 anos de idade. Atinge em torno de uma pessoa em cada 20.000. Embora seja de causa desconhecida, sabe-se que guarda relação com tendência a alergias (pessoas que coçam muito os olhos) e também com fatores genéticos.

A córnea (ou vidro de relógio do olho) adquire nestes casos um formato cônico, o que faz com que ocorra uma distorção das imagens mesmo com o uso de óculos. Nos casos de ceratocone leve (ou inicial) uma boa visão pode ser obtida com o uso dos óculos, todavia nos casos onde ocorre uma progressão o uso dos óculos não será suficiente para fornecer uma boa visão, sendo indicada a adaptação de lentes rígidas especiais, próprias para o ceratocone. Em geral costuma-se classificar o ceratocone em quatro diferentes estágios: inicial ou leve, moderado, avançado e extremamente avançado (Grau IV). Esta classificação tem como base principalmente as curvaturas corneanas.

- Lentes rígidas para Miopias associadas com astigmatismos:

Em qualquer caso no qual exista grau a tratar, as lentes rígidas podem ser utilizadas.

Mesmo nas córneas esféricas, ou seja: naquelas que tem a mesma curvatura em todos os diâmetros, as lentes rígidas podem ser utilizadas.

Em geral são as mais indicadas quando há astigmatismos em associação com as miopias, ou em associação com as hipermetropias. Nos casos de astigmatismos elevados elas costumam proporcionar uma melhor qualidade de visão do que as lentes gelatinosas (de qualquer tipo), mesmo em relação às lentes gelatinosas tóricas.

Comentários



(Obrigatório)

  1. Flickr
  2. Orkut
  3. Youtube

Site Drª Mônica Freitas 2011 | Av Tancredo Neves - n°620, Mundo Plaza 32° andar - Caminho das Árvores, Salvador - BA, 41820-020 (71) 3330-6100